Publicado por: Neto | 07/03/2009

… And I’ll whisper “No.”

Who watches the Watchmen?

Who watches the Watchmen?

As vezes ir ao cinema somente por influência do hype, sem a mínima idéia sobre a estória do filme, pode gerar excelentes surpresas, como aconteceu comigo hoje, indo assistir Watchmen.

Pra quem saiu das cavernas recentemente e ainda não ouvir falar, Watchmen – O filme é a adaptação hollywoodiana da famosa graphic novel oitentista criada pelo barbudão foda Alan Moore, criador também de V de vingança (cuja adaptação virou um filmaaaaaaaço com a Natalie Portman *.* ), A Liga extraordinária, entre outros. A direção da versão cinematográfica ficou a cargo do diretor de 300 e Madrugada dos mortos, Zack Snyder.

Eu não fazia idéia alguma da trama de Watchmen, tudo que sabia era que os trailers tinham ficado promissores e que uma expectativa exagerada aparecia em sites que eu visito regularmente. Não sei se vai ter fã da graphic novel que criticará a adaptação (com certeza terá), alegando desvio de enredo ou caracterizações indevidas, enfim…pra mim, que fui sem saber de nada, Watchmen – O filme foi uma p*ta surpresa agradável.

Desde a violenta abertura (contrastando muito bem com a leveza da música “Unforgettable”, de Nat King Cole) mais a EX-CE-LEN-TE cena dos créditos iniciais, com a belíssima “The times they are a-changing”, de Bob Dylan, até os créditos finais com a improvável versão de outro clássico dylanesco, “Desolation row”, desconstruída (não num sentido totalmente ruim, haha) pelo My Chemical Romance, o que se vê é uma segurança adquirida por Zack Snyder, provavelmente devido ao sucesso da adaptação de altíssimo risco de 300. Escolhas praticamente impecáveis circulam na tela por todo o momento, desde a trilha sonora ( que ainda conta com Jimi Hendrix, Janis Joplin, Simon & Garfunkel, entre outros), passando pela bela fotografia e pela ótima narração em off do personagem Rorschach em alguns momentos do filme, até a escolha do elenco que, apesar de não ter nenhuma estrela, se mostrou adequada, com ótimas atuações.

The world will look up and shout "Save us!"...

The world will look up and shout "Save us!"...

Apesar de sua looooonga duração (aprox. 2h45), o filme dos vigilantes não chega a ser cansativo. Talvez o excesso de cenas em slow motion se torne repetitivo, mas nada que surpreenda quem assistiu 300. Outro ponto interessante do filme é que, apesar de toda seriedade imposta pela época (anos 80, auge de uma versão um pouco modificada da Guerra Fria) e pela “ameaça secreta” contra os protagonistas, a estória tem um “ar galhofa” (no bom sentido, se tiver um…) que dá um contraponto ideal, seja nas músicas inusitadas em cenas, hmm, picantes ou nas fantasias dos personagens ou até mesmo na desnecessária insistência em mostrar o orgão genital do Dr. Manhattan, complexo personagem com poderes especiais e que virou uma espécie de “Deus Azulão Controlador de Matéria” e que passa boa parte do filme pondo seus pensamentos em ordem na superfície de Marte(!!).

Com um inesperado (pelo menos pra mim) e incrível plot twist no final, Watchmen nos deixa com a vontade de ver o filme novamente logo em seguida, só para poder pegar mais detalhes dos fantásticos personagens criados por Alan Moore e vislumbrar o quão bem Zack Snyder adaptou a graphic novel que, de acordo com as crenças dos fãs e do próprio Moore, era uma obra inadaptável para o cinema.

Watchmen – Original Soundtrack
Créditos do link pra comunidade ||RCD||, no Orkut.

Trailer com música do Smashing Pumpkins:

Trailer com música do Muse:

Bom filme 😉


Responses

  1. Como um nerd que já leu 2x a HQ original, digo que gostei bastante do filme. Muitas coisas que acrescentariam em profundidade aos personagens e à trama foram cortados, mas com a duração gigantesca do filme, imaginem se continuassem lá!

    Pelo menos no DVD vai ter a versão completa =D

  2. caralho cara…
    melhor filme de heroí ever…a historia ficou cativante do começo ao fim, com todas as pompas dos filmes do snyder so contribui para melhorar ainda mais o filme q na minha opinião não deixou nada a desejar,
    para quem leu a HQ houve uma mudança nos acontecimentos, mas nada que alterou o rumo do plot…
    mas o filme eh maravilhoso, tanto na historia, tanto nos quesitos tecnicos como eu tava comentando com zé neto…ta de parabens ^^

  3. Quase 3 horas de filme?
    Coragem…

    Mas vou assisitir, e tem que ser bom mesmo, Neto.
    Se não for, eu faço questão de ir até Minas quebrar a sua cara.

    kisscallme


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: